Oficina de Matemática


Oficina de matemática
UM PROJETO COM E PARA PROFESSORES VOLUNTÁRIOS


“Educo hoje com valores que recebi ontem, para as pessoas que são o amanhã”.
Os valores de ontem eu os conheço, os de hoje, percebo alguns. Dos de amanhã, não sei.
Se só uso os de hoje, não educo, completo.
Se só uso os de ontem, não educo, condiciono.
Se só uso os de amanhã, não educo, faço experiências às custas dos educandos.
Se uso os três, sofro mas educo.
Por isso educar é perder sempre, sem perder-se.
“Educa quem for capaz de fundir ontens, hojes e amanhãs, transformando-os num presente onde o amor e o livre arbítrio sejam as bases.”


“Escola boa é aquela que passa mais ensina. Não basta Universalizar a entrada na escola e sim a conclusão”.




Aprendendo Matemática com Prazer
Oficina de Matemática para o Ensino Fundamental I
Departamento de Educação de Capitólio – 3ª Feira/17h30 – Escola de Educação Integral Elias Teodoro.
  Coordenação: Professor João Antônio Alves Público Alvo: Professores
*      A grande dificuldade nas interações humanas é a diferenciação psicológica entre as pessoas. Daí a necessidade de aceitação mútua. Isso implica a necessidade de conhecer o outro, para superar os preconceitos e ideias precipitadas.

*      Objetivos Gerais da Oficina

Ø  Elencar as dificuldades encontradas pelos docentes nas diferentes etapas da Aprendizagem.
Ø  Despertar na equipe a ideia de que para vivermos bem, temos que entender que os sonhos tornar-se-ão realidade quando nos integramos ao grupo, formando “um time” que luta para superar.

*      Objetivos Específicos

Ø  Desenvolver o raciocínio lógico, contribuindo para um melhor e mais rápido aprendizado de qualquer disciplina.
Ø  Desenvolver a capacidade de: rigor, precisão, ordem, clareza, iniciativa, perseverança, cooperação e interpretação.
Ø   Possibilitar o reconhecimento da inter-relação entre os vários campos de cada disciplina.
Ø  Interpretar e resolver situações problemas que envolvam cálculos exatos e aproximados.
*      Desenvolvimento

Ø  Matemática Recreativa e desafios da matemática no cotidiano.

*      Projeto Voluntário

O trabalho voluntário, como o próprio nome diz, é um trabalho sem remuneração, onde o voluntariado dedica seu talento e tempo para ajudar outras pessoas. As atividades praticadas podem ser em diversas áreas:  Educação, Esportes, Saúde, etc. Será uma ação com professores e para professores da rede municipal, o que importa é ter boa vontade e dedicação. Cabe ao professor escolher, decidir, participar ou não.
Também existem diferenças no grau de comprometimento no trabalho voluntário. Alguns podem praticar apenas uma vez, e sentirem que fizeram a sua parte. Outros podem tratar o trabalho voluntário como uma rotina, pois sentem a necessidade de ajudar sempre que podem. Mas o nosso Projeto será voluntário para quem ensina e para quem aprende. Se outras áreas quiserem juntar-se a nós sejam bem vindos.

*      Conclusão

Ø  Ainda preciso aprender muito através dos meus erros e compreender aqueles que erram comigo.
Elaboração de Problemas
O que é um Problema?
Um problema é uma situação que causa dúvida, incerteza ou dificuldade.
O que é um problema de Matemática?
É qualquer problema cuja resolução depende de conceitos e ferramentas puramente matemáticas.
Diferentes níveis: Para a matemática Profissional,  Para o Professor de Matemática,  Para o Aluno.
Problema ou Exercício?
O exercício se caracteriza pela repetição de ações conhecidas. Visa maestria, como no esporte.
O problema, pelas considerações anteriores, envolve estratégias. O conceito de Problema não é absoluto, porque, dependendo do conhecimento prévio do solucionador, o que é exercício para um é problema para outro.
Problema x Exercício
Bons Problemas matemáticos
     Ø  São originais
Ø  Estimulam a criatividade
Ø  Permitem a ingenuidade
Ø  Constituem desafio.

O cuidado com os enunciados
A experiência recomenda que os enunciados sejam:
Ø  Breve, dentro do possível
Ø  Claro e simples
Ø  Consistentes.
Como lidar com erros
O erro na resolução de um problema ou em uma avaliação deve ser encarado como uma oportunidade ideal de revisão de conceitos e estratégias de solução. É extremamente importante que uma tentativa consciente de resolver um problema, mesmo incorreta, seja tão respeitada quanto uma solução correta.
Como e para que planejar?

Planejamento Educacional é um “processo contínuo que se preocupa com o ‘para onde ir’ e ‘quais as maneiras adequadas para chegar lá’, tendo em vista a situação presente e possibilidades futuras, para que o desenvolvimento da educação atenda tanto as necessidades da sociedade, quanto as do indivíduo”. O Planejamento não pode ser um pacote único para as instituições de ensino, ele deve estar focado no Projeto Pedagógico da Escola que é um instrumento teórico-metodológico que visa ajudar enfrentar os desafios do cotidiano da escola, só que de uma forma refletida, consciente, sistematizada, orgânica e, o que é essencial, participativa. É uma metodologia de trabalho que possibilita resignificar a ação de todos os agentes da instituição. Após elencar os objetivos gerais da escola, cada área deve elencar os pré-requisitos básicos impossibilitados de ser trabalhados em séries anteriores, pelas diferenças individuais existente em cada turma e incorporá-las no seu planejamento disciplinar.
“A mente adora imagens cujo significado é desconhecido, uma vez que o próprio significado da mente é desconhecido”.

Participação na Oficina de Matemática em 20/06/2017

  1. Espalhinhas (Flávia, Eliane, Luiza) 
  2. Turvo ( Sinara, Celina, Cléria)
  3. Macaúbas (Eliane, Renata Paixão) 
  4. Escola Integral Elias Teodoro(Márcia, Domingas, Janaina, Regina, Luciene, Dulcilene, Renata Paixão, Ana Paula).
  5. Supervisora (Laudelina).


Nenhum comentário:

Postar um comentário